leo_fressato

Na 25ª entrevista da série, o Tramp conversou com o cantor e compositor Leo Fressato, músico que nasceu em Brasília, mas ainda pequeno foi morar em Curitiba, cidade que influencia o seu fazer artístico desde então. Formado em Artes Cênicas pela Faculdade de Artes do Paraná, Leo ganhou um grande destaque nacional ao cantar e compor a faixa “Oração”, interpretada pela A Banda Mais Bonita da Cidade, cujo clipe ultrapassou 13 milhões de visualizações no YouTube.

Depois do sucesso de sua música, Leo resolveu lançar em 2013 o seu primeiro e inédito disco de estúdio Canções Para o Inverno Passar Depressa,  álbum que traz 12 canções de sua autoria, além de parcerias com a amiga Ana Larousse, e que foi produzido junto com o estúdio Gramofone, a Transpira e a Singélida Produções Culturais. Ouça “Enquanto Eu Não”: 

Quando aconteceu o seu primeiro contato com a música?
LF: Os primeiros contatos foram com o meu pai que sempre gostou muito de música brasileira. Depois foi na adolescência, aos 12 anos estudei flauta, e aos 14 anos, quando comecei a tocar violão e compor.

Se você não fosse músico, o que seria?
LF: Se não fosse artista seria jornalista ou publicitário.

Compor para você é?
LF: Compor para mim é um jeito de dividir minhas angústias e amores com o mundo. É meio que um ato de sobrevivência.

Você tem algum ritual, passo-a-passo, método, etc, para compor suas canções?
LF: O ritual de composição é a honestidade. Me colocar o mais honesto e o menos preconceituoso para que a canção saia única.

Se você pudesse ser algum outro músico, quem você gostaria de ser?
LF: Outro cantor? Seria o Cazuza ou o Milton Nascimento.

Uma música que você queria ter escrito?
LF: Gostaria de ter escrito “O Trem Azul” e “Clube da Esquina nº 2”.

Quais são suas principais referências?
LF: Gosto muito do Milton Nascimento, Lô Borges e Cazuza.

Qual o seu disco nacional preferido?
LF: Meu disco favorito é o Acabou Chorare, dos Novos Baianos.

E o internacional?
LF: If You’re Feeling Sinister, do Belle and Sebastian.

O que os fãs do Leo Fressato podem esperar no futuro?
LF: Os fãs podem esperar um disco novo… com mais canções. Um disco, talvez, mais simples e direto que o primeiro. Talvez um violão e voz apenas. E, obviamente, mais canções de amor.

Tramp entrevista é uma série de conversas com os principais nomes da música nacional, onde os mais diferentes artistas respondem sempre as mesmas perguntas sobre música, composição e vida.