Marketplace, o canal onde toda empresa que quer vender precisa estar


Se a sua marca está fazendo corretamente todos os passos para ser um e-commerce bem estruturado, acompanhando um planejamento de marketing digital bem feito, mas não está presente em nenhum marketplace, volte algumas casas e reveja a sua estratégia.

O marketplace é um ambiente de e-commerce que permite a pequenas e grandes empresas oferecerem lado a lado seus produtos em um canal online com credibilidade, alto tráfego de consumidores e governança. Com um conjunto de ferramentas que facilita a vida dos vendedores e promove quem tem boa performance (e não somente os maiores vendedores em volume de vendas, mas principalmente quem tem maior qualidade de atendimento ao cliente no pós-vendas), ele também amplia o mercado em potencial do empreendedor, atingindo uma massa de clientes muito relevante e que muitas vezes nem mesmo as grandes marcas com investimentos elevados em marketing são capazes de atingir.

Para que você possa entender a importância deste canal de vendas online para o e-commerce no Brasil, os principais marketplaces do país dominam as primeiras colocações do ranking “50 Maiores Empresas do E-Commerce Brasileiro”, divulgado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) em sua 4º edição.

O seguimento está tão aquecido que o Mercado Livre, líder no segmento de marketplaces na América Latina, anunciou que irá investir cerca de US$ 2 bilhões na operação do Brasil, com foco em otimizar as áreas de logística (frete grátis e fulfillment), seu programa de fidelidade (Mercado Pontos) e iniciativas de Marketing e com o Mercado Pago – fintech do grupo. Com isso, seu serviço de logística como o Mercado Envios que controlam a entrega do item, a partir do centro de distribuição próprio, em Louveira (SP), com grande redução de custos para todas as partes, oferecerá uma experiência de compra superior para o consumidor, com os padrões de distribuição, embalagem, etiquetagem, rastreio, garantia de entrega e pós-venda por conta do Mercado Livre, para vendedores premium e produtos de alta performance em vendas.

Tomar a decisão de vender seus produtos nos marketplaces traz inúmeros benefícios. Além de ser um canal extra para a comercialização de seu estoque, ele aumenta a visibilidade da marca e a chance de conquistar (e fidelizar) novos clientes, já que as melhores plataformas servem como porta de entrada e atraem grandes audiências, difíceis de serem alcançadas por empresas pequenas. Isso consequentemente impulsiona as vendas e reduz os custos de publicidade, que não são baixos. Integrar sua empresa com marketplaces sólidos e conhecidos fortalece a confiança do consumidor e facilita a vida dele, pois permite concentrar todas as compras e pagamentos dele em um mesmo canal.

Outra vantagem dos marketplaces é a possibilidade de integrá-los com outros canais de venda, mantendo uma estratégia multichannel fluida e bem construída. Marketplaces como o Mercado Livre trabalham em parceria com empresas homologadas, que oferecem ferramentas para integração de seu ERP e e-commerce diretamente com o marketplace.

Com isso, mesmo quando fora do ambiente do marketplace, é possível manter a gestão de estoque, preços e promoções integrados, roteamento por centros de distribuição e monitoramento de divergência de preço, entre outras funcionalidades. A integração permite também visualizar e controlar dados estratégicos e de venda por um painel único.

Dessa forma, é possível que marcas de todos os portes usufruam os benefícios dos marketplaces sem perder o foco da gestão integrada de seu próprio negócio.

por Diogo Lupinari, CEO da Wevo

Anterior Veja quatro plataformas para economizar tempo na cotação de serviços
Próximo Lanchonete oferece rodízio de coxinha com 50 sabores do salgado