Os quadros de artistas vivos mais caros do mundo


Em 2017 a pintura o “Salvator Mundi”, de Leonardo da Vinci, foi vendida por US$ 450,3 milhões, deixando o mundo chocado, pois passou a ser considerada a obra de arte mais cara já negociada na história dos leilões, incluindo comissões e outras taxas. Mas, você já se perguntou quais serão os artista ainda vivos que já tiveram o seu trabalho reconhecido e arrematado por uma verdadeira fortuna?

A fim de te ajudar a tirar essa dúvida, nós da Tramp listamos os quadros de artistas vivos mais caros do mundo, que foram vendidos em leilões oficiais. O ranking não leva em consideração as vendas privadas, cujos valores não são divulgados com frequência, e nem esculturas ou outros tipos de trabalhos artísticos, como é o caso do “Balloon Dog (Orange)”, de Jeff Koons.

Confira abaixo quem são esses artistas, as obras, o ano da venda e o valor arrecadado com cada um dos quadros.

David Hockney – Portrait of an Artist (Pool with Two Figures), 1972

Vendido em 2018 por US$ 90.300.000,00.

Gerhard Richter – Abstraktes Bild (Abstract Painting), 1986

Vendido em 2015 por US$ 46.300.000,00.

Cui Ruzhuo – The Grand Snowing Mountains, 2013

Vendido em 2016 por US$ 39.575.000,00.

Jasper Johns – Flag, 1983

Vendido em 2014 por US$ 36.005.000,00.

Ed Ruscha – Smash, 1963

Vendido em 2014 por US$ 30.405.000,00.

Christopher Wool – Riot, 1990

Vendido em 2015 por US$ 29.930.000,00.

Peter Doig – Swamped, 1990

Vendido em 2015 por US$ 25.925.000,00.

Zeng Fanzhi – The Last Supper, 2001

Vendido em 2013 por US$ 23.275.000,00.

Anterior Banco Central incentiva fintechs para impulsionar o mercado brasileiro
Próximo Quando o Open Banking se tornará realidade?